7 principais benefícios do desenvolvimento de aplicativos sem código

André Brites

Diretor de Vendas e Desenvolvimento de Negócios da Connectis

Neste artigo:

O desenvolvimento sem código está tornando o desenvolvimento de software mais acessível e eficiente do que nunca 

Nos últimos anos, o mundo da tecnologia testemunhou uma mudança de paradigma nas metodologias de desenvolvimento de software. O "No-Code" surgiu como uma abordagem que busca popularizar o desenvolvimento de aplicativos e incentiva indivíduos com pouca experiência em programação a criar soluções de software funcionais. 

Como o nome sugere, o No-Code adota uma abordagem prática para o desenvolvimento que nos permite produzir aplicativos sem escrever código tradicional. Ou seja, ele se baseia em interfaces visuais, funcionalidade de arrastar e soltar e componentes pré-construídos para conceber aplicativos. Como resultado, esse ambiente simplificado e fácil de usar é acessível a um público mais amplo, incluindo analistas de negócios, profissionais de marketing e pessoas que não têm experiência em tecnologia. 

Junto com essa tendência, vem a impressão de que ela veio apenas para atender e automatizar casos de uso mais simples. No entanto, à medida que o mercado cresce, aplicativos altamente complexos estão sendo desenvolvidos sem código, proporcionando entregas mais rápidas e eficientes do que as abordagens tradicionais. De fato, os principais benefícios do No-Code ajudam a superar vários desafios nas operações de TI: desenvolvimento caro e lento, falta de pessoal, software desatualizado de difícil manutenção e novos recursos impraticáveis. 

Principais benefícios das plataformas sem código 

1. Visão unificada: Imagine olhar por uma janela que lhe permite ver várias coisas ao mesmo tempo em vez de painéis separados. Da mesma forma, os ambientes de desenvolvimento No-Code oferecem uma experiência contínua e simplificada, dando aos usuários/desenvolvedores acesso a todas as ferramentas e informações essenciais em um só lugar, otimizando assim o processo de programação. 

2. Atende a requisitos complexos: A ideia de que as plataformas sem código e com pouco código não conseguem fornecer aplicativos sofisticados é coisa do passado. A complexidade não implica mais necessariamente em codificação. Portanto, o mercado já pode se valer das soluções de desenvolvimento sem código para fornecer resultados de classe mundial com mais rapidez e eficiência do que nunca. 

3. Integração com sistemas legados: Esse é um benefício significativo, mesmo em comparação com as plataformas com pouco código. O que algumas tecnologias No-Code oferecem é que você pode configurar suas próprias APIs arrastando e soltando elementos, ou seja, a tecnologia pode interpretar a estrutura e a origem dos dados sem precisar de conectores preestabelecidos. Dessa forma, você pode se conectar a sistemas legados sem nunca codificar, desde que os dados sejam estruturados usando estruturas de mercado e padrões abertos, como JSON e XML, entre outros. 

4. Visualização em tempo real e implementação perfeita: Ao usar o No-Code, os desenvolvedores podem visualizar e publicar seu aplicativo no modo de execução total, com o clique de um mouse. Além disso, todas as alterações no desenvolvimento são refletidas em tempo real no modo de visualização. Ou seja, você pode trabalhar simultaneamente em fluxos de desenvolvimento enquanto visualiza a versão mais recente do seu projeto em uma segunda tela, tudo sem depender de tempos de atualização ou do processo de implantação e lançamento. 

5. Curva de aprendizado curta: O treinamento de profissionais para desenvolver em plataformas No-Code é muito mais rápido do que em Low-Code ou abordagens tradicionais. Isso pode ser uma vantagem decisiva, considerando a falta de profissionais qualificados nesse campo. Quando se trata de desenvolvimento sem código, até mesmo quem não é programador pode atingir níveis significativos de complexidade, desde que trabalhe em uma plataforma robusta. Isso se baseia na premissa de que os processos sempre moldarão o desenvolvimento de aplicativos, e não o contrário. 

6. Segurança: Outro grande benefício do desenvolvimento sem código decorre do princípio de que, quando operamos com módulos sem precisar de linhas de código, reduzimos drasticamente nossa exposição a códigos maliciosos. 

7. Escalabilidade infinita (Kubernetes): As plataformas No-Code também podem ser executadas em arquitetura de microsserviços, o que significa que seu serviço contínuo permite que você aumente e diminua a escala em qualquer lugar do mundo, garantindo ao mesmo tempo a conformidade com os regulamentos de dados. 

O No-Code representa uma abordagem transformadora para o desenvolvimento de software com benefícios e casos de uso exclusivos. Ele populariza o processo e, combinado com o poder da computação em nuvem, permite a criação de aplicativos sofisticados, escaláveis e repletos de recursos. Em um cenário em que a demanda por profissionais qualificados é consideravelmente maior do que a oferta e em que as vantagens competitivas estão diretamente relacionadas aos processos de inovação, cabe às áreas de TI e de Negócios buscar coletivamente soluções capazes de atender à velocidade de entrega necessária sem comprometer a qualidade. Nesse sentido, o No-Code pode fazer exatamente isso

André Brites

Diretor de Vendas e Desenvolvimento de Negócios da Connectis

Neste artigo:

Compartilhar esta publicação

Artigos relacionados

Fale com um de nossos especialistas

Se você está considerando uma nova experiência digital, qualquer que seja o estágio em que se encontre em sua jornada, nós adoraríamos conversar.